Category Archives: Geral

De volta ao ar

Pessoal, tivemos alguns contratempos relacionados ao servidor onde a rede “ComOpinião” está hospedada, e por este motivo, permanecemos offline por um certo tempo. Peço desculpas a todos.

Mas já estamos de volta, à todo vapor!

Abraços! :)

Que tipo de conteúdo você gostaria de ver no Open2Tech?

Pessoal, gostaria de saber a opinião de vocês a respeito de que tipo de conteúdo vocês gostariam de ver por aqui. Quais assuntos e/ou categorias tratadas pelo blog (software livre e/ou opensource, segurança da informação, novas tendências, ferramentas e serviços, tecnologia em geral, tutoriais e reviews dentro do escopo do blog, etc) vocês gostariam de ver por aqui?

Acredito que este tipo de feedback seja muito importante, e opiniões, críticas e sugestões serão muito apreciadas e bem vindas. :)

Ah, aguardem para muito em breve um tutorial a respeito do Keepass, conforme prometi em um post a respeito do aplicativo, há algum tempo atrás. :)

O leitor César Leitão hoje perguntou quando eu estaria postando o referido tutorial, e acredito que nos próximos dias ele será concluído e postado.

No mais, o que você gostaria de ler aqui no Open2Tech? Lembrando, é claro, que os assuntos devem estar dentro do escopo do Open2Tech. :)

Um abraço a todos! :)

Open2Tech também é super

istosupermmer9.jpg

Bom, esse é um post fora do assunto do blog, mas gostaria de agradecer ao Gustavo Spinola, do blog Moviola , por ter reconhecido e indicado este blog como um Blog Super. :) Valeu mesmo, Gustavo! É uma campanha bem legal iniciada pelo Rabisco, e pelo que vi, já passou pelos também excelentes blogs 15 minutos, Defenestrado, e Moviola, o qual indicou o Open2Tech. Conforme as regras da campanha, também vou indicar aqui 5 outros blogs muito interessantes, dos quais sou leitor assíduo. Existem alguns outros que gostaria de indicar, mas que já foram indicados pelo Defenestrado e pelo Moviola, então, vou indicar blogs ainda inéditos na campanha: :)

  • Câmara Escura: excelente blog voltado à fotografia e equipamentos relacionados. Trata cada assunto de maneira tal que mesmo os totalmente leigos em fotografia (como eu, por exemplo :) ) passam a se interessar pelo assunto. É uma ótima fonte de referência, com artigos muito bem escritos, possuindo o autor um grande conhecimento na área.
  • Ironias Cotidianas: abordagem inteligente e, como o próprio nome sugere, muitas vezes “irônica”, sobre os mais diversos assuntos de nosso cotidiano. É um daqueles blogs que não podem faltar em seu leitor de feeds. :)
  • Outros Olhos: blog muito interessante e que trata de diversos assuntos, como por exemplo tecnologia, música e cinema, além de possuir uma seção com Podcasts próprios. Vale a pena dar uma conferida e assinar o feed. :)
  • Programas Livres: excelente blog de Portugal que trata a respeito de software livre, apresentando constantemente análises e divulgações de softwares os mais diversos, sempre livres. Funciona também como repositório de software livre. Altamente recomendado!
  • Navegantes.blog: blog voltado à tecnologia em geral e, segundo palavras do próprio autor, apresentando uma “visão prática (e sempre que possível bem humorada) sobre o uso da tecnologia“. Ótimo conteúdo!

Bom, pessoal, esta é a minha lista de 5 blogs. É claro que existem muitos outros excelentes blogs presentes em meu leitor de feeds, mas como segundo as regras só posso indicar 5, tentei fazer uma pequena seleção. Espero que apreciem. :)

Acredito também que qualquer um dos acima, caso deseje, pode continuar a campanha. Abraços! :)

Last.fm passará a oferecer faixas na íntegra

A Last.fm é um daqueles serviços indispensáveis aos “viciados em música”, como eu. :) Pelo menos enquanto o Pandora não é liberado para outros países e o tal do GlobalPandora vive caindo e voltando. Aliás, isso já era de se esperar, pois trata-se de uma tentativa (possivelmente criada por um grupo de hackers) ilegal de burlar o bloqueio do Pandora.

Bom, a Last.fm é uma rádio online que possui um sistema bem interessante, com estatísticas bem legais, sendo que você pode escolher se deseja apurar as mesmas “na íntegra” ou então efetuar apurações dos “últimos 12 meses”, “últimos 6 meses” ou “últimos 3 meses”. Particularmente, deixo sempre “na íntegra” (overall charts). Além disso, ela “conta” e armazena tudo o que você ouve, e disponibiliza o resultado de tal contagem na página principal do seu perfil. Trata-se de uma rede “social” (como o próprio slogan sugere: “The social music revolution“), como tantas outras, só que voltada à música.

lastfm-screen.jpg

Você pode tanto ouvir seus artistas e músicas preferidos quanto criar suas “personal tag radios“, ou, simplificando, “rádios pessoais”, para ouvir posteriormente suas seleções, lembrando que uma “personal tag radio” só pode ser ouvida se possuir pelo menos 15 faixas, distribuídas entre diversos artistas (não é permitido, por exemplo, ouvir uma personal tag radio que possua 15 ou mais faixas de somente um artista). Existe também o recurso das “playlists“, e aí sim você pode escolher, se desejar, somente um artista e adicionar 15 (no mínimo) ou mais faixas do mesmo e ouvir a playlist na íntegra. É claro que a ordem é escolhida aleatoriamente pelo sistema da Last.fm.

A página principal de cada perfil é bem completa e possui as tais estatísticas, atualizadas semanalmente ou conforme você especificar. Também são listadas as últimas faixas ouvidas, e o tempo de permanência destas em sua página inicial depende da quantidade de visitas que seu perfil recebe. Você pode, dentre outras funcionalidades interessantes, adicionar amigos e ser “encontrado” por alguém que deseje ser seu amigo. Pode participar de comunidades as mais diversas, e interagir de diversas formas com o sistema e tais comunidades e pessoas. Tudo isto acaba gerando um ciclo bem interessante, pois tanto as comunidades quanto seus amigos acabam por te “indicar” músicas baseadas naquilo que você tem escutado. Existem também os “vizinhos” (Neighbours), os quais são alterados frequentemente de acordo com o que você tem escutado. Isto também serve para a geração de indicações.

Aliás, esta parte das indicações é bem interessante, pois você pode sempre descobrir coisas novas “dentro dos seus gostos musicais”, o que é algo super legal e que faz com que a utilização do sistema seja algo inovador e “inteligente”. Uma coisa leva à outra: vizinhos, comunidades e amigos geram indicações. Recentemente, inclusive, adicionaram a possibilidade de se assistir a alguns vídeos de seus artistas preferidos. Existe também a possibilidade de troca de mensagens privadas, utilização de “widgets” os mais diversos em seu site ou blog, e a participação nos fóruns das comunidades que escolher participar, dentro da Last.fm.

Vale lembrar que tudo o que você ouve através da Last.fm é “scrobbled“. Não consegui encontrar a tradução para esta palavra, então, se alguém souber, por favor, avise. :) Mas, resumindo, trata-se de uma tecnologia desenvolvida pela AudioScrobbler, que literalmente funciona como um “rastreador” e identificador de hábitos musicais, que forma uma base de dados a respeito, base de dados esta posteriormente “tratada” de forma tal que o gosto do usuário seja levado em consideração e sejam a ele oferecidos/recomendados artistas e músicas “dentro” de seu gosto musical. Ou seja, tudo o que você ouve através da Last.fm é adicionado ao seu perfil, e estas informações são utilizadas para lhe sugerir novas músicas e artistas.

A função de “scrobbling” é ativada/utilizada tanto quando se ouve através do website da Last.fm, quanto quando se utiliza o software cliente desenvolvido pela empresa, o qual possui as mesmas funções, pode ser instalado em seu computador e utilizado para acessar e ouvir suas músicas sem ter de sequer acessar o website da Last.fm.

O cliente, inclusive, instala em seu computador um plugin disponível para o Windows Media Player e para o Winamp (se bem que existem também plugins disponíveis para o KMPlayer e para alguns outros players, mas que não são disponibilizados “oficialmente”) que é ativado automaticamente sempre que você abre qualquer um destes players em seu computador, e assim, todas as músicas que você ouve em sua máquina, “fora do website da Last.fm”, também são “scrobbled“, ou seja, são adicionadas ao seu perfil, às suas estatísticas, à sua contagem de músicas ouvidas, etc. O plugin é muito útil pois, por exemplo, se você ouve um CD no seu computador, todas as músicas ouvidas são automaticamente adicionadas ao seu perfil na Last.fm, sendo então estas informações aproveitadas em seu perfil como se você estivesse ouvindo músicas através do website da Last.fm.

Ainda falando a respeito do cliente, ele possui um recurso chamado “Ativar modo de descoberta“, e ativando o mesmo, você vai ouvir músicas inéditas, dentro do seu gosto musical, baseadas nas informações que a Last.fm possui a respeito de seu perfil e gostos. OBS: esta função está disponível por enquanto somente no cliente.

Algumas mudanças no serviço

É claro que nem tudo o que é fácil e bom dura pra sempre (pelo menos em alguns aspectos). Antes, a audição das “personal tag radios” criadas pelos próprios usuários estava disponível para qualquer usuário, pagante ou não. Agora, esta função está disponível apenas para “pagantes”. Você ainda pode criar suas tags, tag radios, etc, mas não pode mais escolher ouví-las a não ser que se torne um assinante do serviço. De qualquer forma, vale a pena assinar o serviço, apesar desta mudança ter sido realizada “do dia para a noite” e sem qualquer aviso prévio aos usuários. Além disso, os moderadores e administradores do serviço chegaram a dizer no fórum de suporte que se tratava de um “bug” que liberava tal função indevidamente aos não pagantes, e que a possibilidade de audição das “personal tag radios” era uma função disponível apenas para pagantes desde o início do serviço, e que isto estava incluído nos termos do serviço.

Bom, como pouquíssima gente lê tais termos, não tenho como dizer se isto é verdade ou não. Se lermos os tais termos agora, realmente consta tal informação, mas não podemos dizer “quando” ela foi inserida. Mas de qualquer forma, a assinatura custa míseros US$ 3,00 por mês, uma pechincha levando-se em conta a qualidade do serviço. Basta dizer que abandonei minha assinatura de um grande portal brasileiro que oferecia um serviço semelhante, onde pagava acho que R$ 15,00 por mês, e optei por assinar a Last.fm, serviço bem mais barato e com um conteúdo muito mais vasto que do portal que assinava, além de contar com diversas funcionalidades interessantes.

Mas nem todas as notícias são ruins

Segundo noticiado no blog da Last.fm, a partir de agora é possível ouvir músicas e álbuns inteiros na íntegra, gratuitamente. Por enquanto, esta mudança está disponível apenas a usuários do Reino Unido, Estados Unidos e Alemanha (o Brasil sempre fica por último nessas coisas, infelizmente :) ), mas o staff da Last.fm já está trabalhando para expandir a novidade para o restante dos países. Tudo isto foi conseguido, pasmem, com o suporte da EMI, da Sony BMG, da Universal e da Warner. Vale lembrar, inclusive, que a Last.fm foi vendida recentemente para a CBS, o que talvez tenha motivado tal mudança, pois as gravadoras estão percebendo finalmente que o modelo de negócio que tentaram manter até agora está, literalmente, perdendo a força e vai, em pouco tempo, desaparecer. Houve também uma “ajudinha” por parte dos artistas que trabalham com os selos acima citados, é claro. :)

Particularmente, ainda não entendi direito o esquema segundo o qual, durante o período Beta, as músicas poderão ser acessadas e ouvidas no novo sistema (nos países disponíveis por enquanto), por até 3 vezes. Pelo que parece, após isso o usuário vai ser convidado a assinar o serviço. Não são fornecidos maiores detalhes também a respeito de como ficará a situação dos atuais assinantes, se haverão diversas modalidades de assinatura, se a novidade vai ser disponibilizada para usuários não pagantes e se haverá aumento no valor das mensalidades. Mas, de qualquer forma, esta é uma boa notícia, e é interessante também porque ganham ambos os lados: o artista é remunerado sempre que alguém ouve algo de sua autoria, conforme o blog da rádio. :)

O futuro

musica.jpg

Acredito que a Last.fm cumpre muito bem a questão de “promover a revolução social da música”, e tem muito a crescer, aprender e evoluir, também. Algo digno de nota, infelizmente, é o suporte técnico fornecido aos usuários, pagantes ou não, o qual é falho, muitas vezes os mesmos ficam sem resposta, e os moderadores e administradores no fórum são meio que “indelicados”. Mas, acredito que eles vão ter de aprender esta lição “na marra”, agora que vão, mais do que tudo e em maior quantidade, lidar com “clientes”, e não apenas com usuários de um serviço gratuíto (não que um mereça tratamento melhor do que o outro, é claro).

Mudanças que já podem ser vistas

Apesar de, conforme noticiado no blog do serviço, as novidades estarem disponíveis por enquanto apenas para os países acima citados, já encontrei diversas faixas contendo o label “full track“, as quais consegui ouvir diretamente e na íntegra, ao invés do 30 segundos usuais quando se tentava tal ação. Além disso, os ícones das músicas já foram unificados, e agora todos estão na cor preta, contra os antigos azuis (faixas disponíveis para audição apenas em playlists criadas ou então 30 segundos diretamente) e laranjas (faixas disponíveis para audição na íntegra, diretamente). Talvez, as novidades demorem muito menos tempo para serem implantadas e chegarem no Brasil do que imaginamos. :)

Alguns comentários

Como já disse acima, a Last.fm é um ótimo serviço e possui um acervo enorme, contendo inclusive uma grande quantidade de artistas brasileiros, o que não deixa de ser louvável. :) O artista pode, inclusive, criar seu perfil e efetuar o upload de suas músicas, sendo então remunerado conforme explicado acima.

Citei acima a questão da assinatura. Por enquanto, as únicas vantagens que a mesma proporciona é a possibilidade de ouvir as “tag rádios” (algo essencial pra mim :) ) que você criou, seu ícone muda de cinza para azul, e você consegue “ver” quem visitou seu perfil, bem como o horário e a data de tal visita. Acredito que muitas novidades estão por vir, tanto para assinantes quanto para “não pagantes”, conforme as mudanças acima citadas forem sendo implementadas. Basta que esperemos. Acho que coisas muito legais vem por aí. :) Vamos aguardar, e não deixe de conferir o serviço: ele é excelente! :)

Informações adicionais

Site oficial da Last.fm em inglês:

http://last.fm/

Site oficial da Last.fm em português:

http://www.lastfm.com.br/

Link para download do cliente Last.fm:

http://www.last.fm/download

Link para maiores informações e escolha dos widgets disponíveis:

http://www.last.fm/widgets

OBS: vale lembrar que a Last.fm é multi-linguagem, e em qualquer uma delas você pode escolher dentre diversos idiomas, como por exemplo inglês, português, espanhol, francês, alemão, italiano, etc. :)

Boas festas

Olá, pessoal.

Gostaria de avisar que a freqüência dos posts vai cair bastante nos próximos dias, devido às festas de final de ano, pois vou tirar alguns dias de férias. :)

Aproveito para desejar a todos um excelente ano novo!