Category Archives: Blogs

Acabe com o spam em seu blog

Uma praga chamada spamO spam é uma praga, e isto todos nós já sabemos há muito tempo. Uma praga muitas vezes difícil de ser combatida, e que acaba por causar prejuízos não só de ordem financeira, mas também relacionados à produtividade, por exemplo. Muitas vezes o tempo e o dinheiro gastos com “prevenção” e/ou “combate” ao spam é enorme, desviando recursos e esforços que, não fossem o spam, seriam voltados única e exclusivamente à produção.

Se analisarmos com cuidado todos os problemas diretos e indiretos causados pelo spam, bem como o impacto causado seja a que empreendimento e/ou projeto for, o resultado é sempre negativo e a “conta” acaba sendo paga apenas por quem é alvo do spam.

Sobrecarga de servidores, gasto excessivo de tráfego, mensagens contendo conteúdo impróprio, perda de produtividade, disseminação de fraudes, golpes e/ou malwares, etc. A lista de problemas causados pelo spam é extensa, e a solução nem sempre é fácil ou “amigável”, pois envolve, muitas vezes, uma certa redução da liberdade do usuário, bem como limitações que envolvem as “informações em tráfego” (um filtro anti-spam, muitas vezes, acaba detectando mensagens de e-mail legítimas como spam, por exemplo).

Acabe com o spam

Se tomarmos um blog como exemplo, o problema também é crítico e chega, muitas vezes, a causar prejuízos tanto financeiros quanto relativos à produtividade do autor. Um blog muito visitado, que é alvo de quantidades relativamente grandes de spam todos os dias, acaba consumindo tráfego e recursos do servidor em excesso, além do fato de que o autor do blog, muitas vezes, acaba passando muito tempo literalmente “apagando” spam.

Um “caso real” :)

Vou citar o meu caso, apenas para dar uma idéia do quão problemático pode ser o spam. O Open2Tech é um blog novo e que ainda não tem nem 06 (seis) meses completos de atividade. Não tenho, também, um índice de visitas absurdo, nem nada que chegue a comprometer o servidor onde estou hospedado e/ou até mesmo minha condição enquanto cliente de uma conta de hospedagem em regime compartilhado.

Entretanto, desde o início do blog venho recebendo uma quantidade considerável de spams, todos os dias, através dos comentários (aliás, pouquíssimos artigos foram “alvo” de spam, e posso dizer que a maioria dos spams recebidos tiveram como “alvo” mais ou menos 3 artigos, apenas).

No último dia 31 de março atualizei minha versão do WordPress para a recém lançada 2.5 e efetuei uma nova instalação do Akismet, excelente plugin anti-spam.

A partir desta data, comecei a acompanhar com mais cuidado as estatísticas de recebimento de spam. Pois bem, de 31 de março até 08 de abril, fui alvo de exatos 475 spams recebidos através dos formulários de comentários, o que dá uma média de mais ou menos 67 spams por dia. Não cheguei a verificar o impacto que o recebimento destes spams causou no servidor, e acredito que não tenha sido grande. Mas e um blog e/ou site de grande porte, como fica?

Akismet - Contagem de Spam

E era realmente isto. Todos os dias eu tinha de apagar manualmente uma certa quantidade de comentários corretamente detectados como spam pelo Akismet, a qual variava entre 50 a 70 comentários. Trata-se, é claro, de um trabalho que, além de chato e cansativo, acaba por nos desviar de outras atividades. E estamos aqui falando de uma quantidade de spam relativamente pequena, pois grandes sites, portais e blogs com certeza recebem quantidades de spam muito superiores às que recebo.

Nem tudo é perfeito

O problema do Akismet é que, apesar de seu funcionamento exemplar, ele não barra a “entrada” do spam, e aqui é onde está um dos grandes problemas. A entrada de Spam em um blog através dos comentários é feita na maioria das vezes de maneira automatizada, através dos bots, ferramentas automatizadas utilizadas pelos spammers que “varrem” a internet em busca de “brechas” onde possam disparar suas “metralhadoras”, onde então preenchem formulários online os mais diversos. Existe, é claro, uma opção no Akismet que permite a eliminação automática dos comentários marcados como spam, mas nunca a ativei por dois motivos:

  1. Constantemente vejo filtros anti-spam marcarem mensagens legítimas como spam, como é o caso, por exemplo, do SpamAssassin (disponível inclusive no painel de controle Cpanel). O próprio Akismet, aqui no Open2Tech mesmo, já identificou indevidamente alguns comentários como spam, o que me faz desconfiar de toda e qualquer funcionalidade que diga eliminar automaticamente os spams. Falhas são inevitáveis.
  2. O Akismet somente apaga os comentários detectados como spam após 1 mês do recebimento, e convenhamos, este é um prazo muito longo.

Resumindo, o Akismet executa muito bem o seu trabalho. Identifica e coloca todos os spams detectados em uma lista, e nesta lista, pode-se escolher entre retirar a “marca” de spam do comentário e “aceitá-o”, ou deletar os comentários (um a um ou em lote).

Porém, é interessante prevenirmos a entrada dos spams, e isto o Akismet não faz. Ele aceita e analisa todo e qualquer comentário, tomando então sua “decisão” e definindo se o mesmo é um comentário válido ou não. A partir daí, ou ele exibe o comentário em seu respectivo post (caso tenha detectado que o mesmo é um comentário válido), ou o envia para a lista onde devermos definir se os comentários aí presentes são realmente spam ou não. Ou seja, é um plugin que não “barra” a entrada dos spams nos comentários, e aí, os bots fazem a festa. :)

bot

Logo após meu primeiro contato com o WordPress, comecei a procurar por soluções que, senão eliminassem totalmente o spam, que pelo menos me ajudassem a diminuir bastante a recepção deste. E acabei conhecendo os dois plugins abaixo:

A solução para evitar spam nos comentários: Math Comment Spam Protection Plugin

E é aqui é que entra um plugin muito interessante que conheci esses dias, e que pode trabalhar muito bem em conjunto com Akismet. Na verdade, em dois dias utilizando o plugin, os spams/spammers simplesmente desapareceram, e o Akismet permanece ocioso. :)

Trata-se do excelente plugin “Math Comment Spam Protection Plugin“, desenvolvido pelo “Software Guide“, este sim, um plugin que realmente barra a entrada de qualquer spam nos comentários de seu blog. Assino os feeds de uma série de blogs, e foi através dos formulários de comentários destes que fiquei conhecendo o plugin, e vi inclusive a maneira como ele trabalha, a qual me agradou muito. Em todos estes blogs vi a funcionalidade do plugin acima citado, e resolvi “correr atrás” de maiores informações.

Realmente, trata-se de uma excelente forma de, digamos, “imunizar” seu blog contra spams enviados através dos comentários, uma das maiores “vias de acesso” para os spams. Resumindo, o “Math Comment Spam Protection Plugin” torna praticamente impossível a qualquer bot preencher de forma automatizada o formulário de comentários, uma vez que o mesmo adiciona uma questão matemática simples, obrigatória e, porém, indecifrável pelos bots (pelo menos por enquanto). Por exemplo, no momento da inserção de um comentário, é exibida uma simples questão matemática, da seguinte maneira: “Quanto é 2 + 5” ? Apenas a resposta correta permitirá o envio do comentário com sucesso. :)

Qualquer ser humano consegue responder à tais questões, “processo” que envolve a leitura e o entendimento do que está sendo questionado, capacidade esta não presente (ainda, pelo menos), nos bots. :)

Instalação

  1. Em primeiro lugar, efetue o dowload do “Math Comment Spam Protection Pluginneste link.
  2. Descompacte o arquivo e efetue o upload da pasta “math-comment-spam-protection” para o diretório /wp-content/plugins/ de seu WordPress.
  3. Efetue a ativação do plugin em seu WordPress.
  4. Acesse as configurações do mesmo, e altere as “Error Messages“, conforme seu desejo.
  5. Em relação à opção “Used Operands“, em meu caso deixei o padrão em utilização.

Ainda em relação à opção “Used Operands“, caso deseje, basta substituir o caractere localizado à direita do “~” pela descrição do número. Por exemplo: 1~um, 2~dois, e assim por diante. Mas o default já é suficiente, em minha opinião, e neste caso, acredito que quanto mais simples melhor, a fim de não complicar muito a vida de seu visitante e leitor. :)

OBS: em relação às “error messages“, ou “mensagens” de erro, estas são exibidas quando o visitante informa um valor incorreto para a soma solicitada, ou então quando deixa de preencher o campo. Abaixo você pode conferir dois exemplos, em utilização aqui no blog:

Error message being displayed in case of no answer (empty field) / not entered a number

Esta é a mensagem de erro exibida quando o campo é deixado em branco. Aqui no Open2Tech estou usando o seguinte código:

<p align=”center”>
<strong>Error:</strong> Por favor, utilize o botão “<b>Voltar</b>” do seu navegador e preencha o campo “proteção contra Spam”.
</p>

Error message being displayed in case of a wrong answer

Esta é a mensagem exibida no caso de ser informado um resultado incorreto para a soma. Aqui no Open2Tech estou usando o seguinte código:

<p align=”center”>
<strong>Error:</strong> Você digitou uma soma incorreta no campo “Proteção contra Spam”. <br />Pressione o botão “<b>Voltar</b>” de seu navegador, e tente novamente.
</p>

Visão geral

Math Comment Spam - Opções

Executados os procedimentos acima, o plugin está quase instalado. Resta agora efetuarmos uma pequena modificação no arquivo “comments.php” de seu tema, o qual pode ser encontrado no seguinte local:

/pastadoseuwordpress/wp-content/themes/nomedoseutema/

Faça o backup deste arquivo antes de qualquer modificação, para evitar quaisquer problemas.

OBS: para a edição de arquivos deste tipo recomendo o excelente editor freeware PSPad, o qual pode ser obtido neste link.

Iniciando a edição do arquivo comments.php

Em primeiro lugar, você vai ter de definir o local onde deseja que a “pergunta matemática” seja feita. No meu caso, resolvi inserir logo após o campo “website”, no formulário de comentários. Você pode, é claro, inserir onde bem desejar. Abaixo darei alguns exemplos tomando como base a maneira como configurei aqui no Open2Tech, e a partir daí, você escolhe onde deseja inserir.

Vale ressaltar, entretanto, que se seguir os procedimentos abaixo sem nada modificar, o plugin funcionará perfeitamente, e a pergunta matemática será feita logo após o campo “website”, da mesma forma que aqui no Open2Tech. :)

Copie o código abaixo, disponível também no site do desenvolvedor:

<?php

/****** Math Comment Spam Protection Plugin ******/

if ( function_exists('math_comment_spam_protection') ) {

$mcsp_info = math_comment_spam_protection();

?> <p><input type="text" name="mcspvalue" id="mcspvalue" value="" size="22" tabindex="4" />

<label for="mcspvalue"><small>Spam protection: Sum of <?php echo $mcsp_info['operand1'] . ' + ' . $mcsp_info['operand2'] . ' ?' ?></small></label>

<input type="hidden" name="mcspinfo" value="<?php echo $mcsp_info['result']; ?>" />

</p>

<?php } // if function_exists... ?>

Abra o arquivo comments.php do seu tema e busque pelo seguinte código, na linha 173:

<label for=”url”><small>Website</small></label></p>

Insira o código fornecido pelo autor do plugin imediatamente após a linha acima, de forma tal que este trecho em seu comments.php vai ficar exatamente da forma abaixo:

<label for=”url”><small>Website</small></label></p>

<?php /****** Math Comment Spam Protection Plugin ******/ if ( function_exists('math_comment_spam_protection') ) { $mcsp_info = math_comment_spam_protection(); ?> <p><input type="text" name="mcspvalue" id="mcspvalue" value="" size="22" tabindex="4" /> <label for="mcspvalue"><small>Spam protection: Sum of <?php echo $mcsp_info['operand1'] . ' + ' . $mcsp_info['operand2'] . ' ?' ?></small></label> <input type="hidden" name="mcspinfo" value="<?php echo $mcsp_info['result']; ?>" /> </p> <?php } // if function_exists... ?>

Customizações

É possível traduzirmos algumas opções do plugin, pelo menos as que ficarão visíveis ao usuário.

Para tanto, vamos analisar o código original que deve ser inserido no comments.php:

<?php /****** Math Comment Spam Protection Plugin ******/ if ( function_exists('math_comment_spam_protection') ) { $mcsp_info = math_comment_spam_protection(); ?> <p><input type="text" name="mcspvalue" id="mcspvalue" value="" size="22" tabindex="4" /> <label for="mcspvalue"><small>Spam protection: Sum of <?php echo $mcsp_info['operand1'] . ' + ' . $mcsp_info['operand2'] . ' ?' ?></small></label> <input type="hidden" name="mcspinfo" value="<?php echo $mcsp_info['result']; ?>" /> </p> <?php } // if function_exists... ?>

No caso acima, você pode simplesmente traduzir a frase “Spam Protection: Sum of” por “Proteção contra Spam: Soma de“. Preste sempre bastante atenção quando efetuar modificações deste tipo, para não alterar nada além do que deseja traduzir. Qualquer vírgula e/ou outro caracter omitido/excluído/inserido indevidamente pode fazer com que o plugin deixe de funcionar.

De outra maneira, você pode também fazer a seguinte inversão/alteração no código, sempre prestando atenção no que está fazendo, é claro:

Substitua o seguinte trecho:

<label for="mcspvalue"><small>Spam protection: Sum of <?php echo $mcsp_info['operand1'] . ' + ' . $mcsp_info['operand2'] . ' ?' ?></small></label>

Pelo conteúdo abaixo, caso deseje:

<label for="mcspvalue"><small><b>Quanto é <?php echo $mcsp_info['operand1'] . ' + ' . $mcsp_info['operand2'] . ' ?'?></b> (proteção contra spam)</small></label>

Utilizando o exemplo acima, o “layout” da “pergunta matemática” de seu formulário de comentários ficará exatamente igual à que é exibida aqui no Open2Tech:

Math Comment Spam Protection Plugin - Formulário de comentário

Vale ressaltar que utilizei as tags <b></b> nas modificações acima, a fim de destacar aqueles trechos que achei mais importantes, com a finalidade de chamar a atenção do visitante.

Alguns comentários

A ferramenta fornece um nível de proteção fantástico, e em três dias de utilização, não recebi um spam sequer. O Akismet está totalmente ocioso, aliás. :)

A partir da instalação conforme descrito acima, muito dificilmente qualquer spam, pelo menos aqueles “disparados” através de bots, (a grande maioria) conseguirá atravessar a “barreira” mantida pelo “Math Comment Spam Protection“, uma vez que é preciso, para a aceitação do comentário, que este passe na verificação executada pelo plugin, sendo que a “pergunta” é alterada a cada carregamento da página. Isto, com certeza, nenhum bot “por enquanto” é capaz de burlar.

E, segundo o site do desenvolvedor, o plugin não requer a utilização de JavaScript ou cookies.

Um sistema eficaz

Este tipo de sistema, que tem por objetivo confirmar se a “entidade” que está escrevendo o comentário, o post e/ou enviando um formulário de contato é realmente um ser humano e não um bot, é muito interessante e útil.

Aliás, quando eu estava pesquisando formulários de contato para instalar aqui no blog, este foi um dos primeiros quesitos com o qual me preocupei, pois o spam pode “entrar” em um blog através de duas principais “vias de acesso”: comentários em posts e formulários de contato.

A solução para evitar spam nos formulários de contato: Cforms

Acabei instalando o excelente plugin “cformsII“, o qual além de permitir a criação de formulários muito bonitos e customizáveis, possui uma área de administração simplesmente fantástica e repleta de recursos, e permite que se insira em qualquer formulário uma “imagem de verificação”, ou “captcha“, a qual é automaticamente alterada a cada recarregamento da página.

Cforms - Área de administração

O formulário só é enviado caso o visitante repita os caracteres solicitados, o que também evita que bots inundem sua caixa de mensagens com spam.

Cforms - Formulário de contato

Além disso, o cformsII facilita ao máximo a vida do autor do blog, ao exibir na barra de ferramentas do editor nativo do WordPress um botão que permite a inserção de qualquer formulário criado através do plugin em qualquer post e/ou página de forma super simplificada: basta se escolher o local onde se deseja inserir o formulário, e se clicar no tal botão. :)

Cforms - Inserindo um formulário

O cforms é outro plugin que recomendo, caso você deseje definitivamente se livrar dos spams em seu blog. Diferentemente do “Math Comment Spam Protection Plugin”, o cforms não requer alteração alguma nos arquivos do blog/template, portanto, sua instalação é muito mais simples, se resumindo ao básico de qualquer plugin. :)

Finalizando, gostaria de dizer que, pelo menos no meu caso, a dupla “Math Comment Spam Protection Plugin” e “cforms” está realizando um belo “trabalho”. :)

Informações adicionais

Math Comment Spam Plugin:

Link para download do Math Comment Spam Protection Plugin

Site oficial do plugin

Site oficial do desenvolvedor

CformsII:

Link para download do cformsII

Site oficial do plugin

Site oficial do desenvolvedor

Compare preços de: câmera digital, DVD player, Ipod Nano, filmadora, home theater, monitor LCD, cartão de memória, celular, notebook, impressora

Monetização: plugin MLV Contextual e WP-HOTwords

Bom, parece que esta é “a semana” para se falar sobre o WordPress e seus plugins, seja devido à recém lançada versão 2.5, seja devido aos inúmeros excelentes plugins que acabei descobrindo. :)

E quando se fala em plugins, algo que facilita muito a nossa vida são plugins voltados à monetização, os quais evitam, na maioria das vezes, que se tenha de mexer diretamente no código do blog, e é justamente isto que os dois plugins dos quais vou falar neste artigo permitem, e muito bem. :)

Plugin MLV Contextual

Instalei agora há pouco o plugin MLV Contextual versão 1.3.1, desenvolvido pelo Thiago Mobilon, do TecnoBlog, o qual permite a criação de uma vitrine de produtos do Mercado Livre em seu blog. Como é a primeira vez que utilizo o Mercado Livre, vou acompanhar com bastante carinho as estatísticas, mas o plugin em si é sensacional. :)

Na verdade, tudo o que você precisa é instalar o plugin e configurar o mesmo, inserindo um código de “traqueamento” de qualquer campanha que tenha criado no Mercado Livre, definir se deseja que a vitrine apareça “abaixo do post”, “acima do post” ou se a inserção da mesma será definida manualmente por você, a quantidade de ofertas a exibir, a quantidade de ofertas por linha, se deseja ou não exibir o preço das ofertas e algumas outras opções e filtros bem interessantes.

O plugin também permite que se altere o visual dos anúncios, e existe também a possibilidade de inserir comparações de preços do Buscapé. Ou seja, o plugin é realmente uma “mão na roda”, e não é necessário modificar-se nenhum arquivo do blog: tudo é feito através da área administrativa.

A utilização do plugin também é bem simples: ao escrever um post, basta utilizar o grupo de opções “custom fields” e escolher uma das três chaves disponibilizadas pelo plugin, as quais são:

  • mlv_word: chave para inserção da palavra chave através da qual será feita a busca por ofertas no Mercado Livre.
  • mlv_id: chave para busca de categorias do Mercado Livre.
  • mlv_minpr: chave para definição de um “preço mínimo” na exibição das ofertas.

Custom fields

No meu caso, como iniciei o uso do plugin agora há pouco, editei por enquanto somente alguns posts, inserindo as “chaves” necessárias. E, logo em seguida, percebi que a vitrine já está sendo exibida. Vale a pena conhecer e instalar este excelente plugin.

Fica aqui meu agradecimento ao Thiago. :)

Plugin WP-HOTWords

Este também é um excelente plugin, desenvolvido pelo Bernardo, do blog Bernabauer.com, voltado para quem utiliza o sistema de monetização HOTWords. Instalando este plugin, você também não precisa mexer em nenhum arquivo de seu blog para que sejam exibidos os anúncios do HOTWords: basta acessar a área de configuração do plugin, inserir seu código de afiliado junto ao HOTWords e definir algumas opções adicionais.

Você pode escolher, por exemplo, se deseja ou não exibir os anúncios do HOTWords no texto dos comentários, em páginas com mais de um artigo ou no texto do artigo.

Você pode, também, definir uma cor diferenciada para os links do HOTWords, opção esta muito importante para um melhor destaque dos anúncios em seu blog, e agora, na versão 4.0, existe a opção de envio de relatórios por e-mail, ref. seus ganhos junto ao HOTWords.

Plugin WP-=HOTWords

Utilizo o sistema HOTWords há pouco tempo, também, e este plugin foi também uma “mão na roda”. :) Fica aqui também meu agradecimento ao Bernardo. :)

Informações adicionais

Maiores informações sobre o plugin MLV Contextual

Link para download da versão 1.3.1 do plugin MLV Contextual

Maiores informações sobre o plugin WP-HOTWords

Link para download da versão 4.0 do plugin WP-HOTWords

Compare preços de: cafeteira, grill elétrico, microondas, micro system, mp3/mp4 player, câmera digital, cartão de memória SD, modem adsl

Atualize seu plugin WordPress Automatic Upgrade

Pessoal, este é apenas um pequeno post relacionado ao plugin “WordPress Automatic Upgrade (ou WPAU)“. Há alguns minutos, ao acessar a área de gerenciamento de plugins do WordPress, vi que havia um pequeno aviso do referindo plugin, avisando da disponibilidade de uma nova versão, a 1.1.

Como atualizei meu WordPress ontem utilizando este excelente plugin, resolvi atualizá-lo o quanto antes, e qual não foi minha suspresa ao ver, nas opções exibidas, que além do link para o download da nova versão para a posterior atualização “manual”, existia também um link para a atualização automática do mesmo.

Já sabendo da qualidade e da segurança proporcionada pelo plugin, cliquei no tal link (mas lembre-se, backup sempre, como fiz!), e ele simplesmente “fez tudo sozinho”. :)

Ou seja, efetuou o download do arquivo compactado diretamente do site do desenvolvedor, descompactou o mesmo, desativou todos os plugins ativos, copiou os novos arquivos para a pasta do plugin (sobrepondo os antigos), e em seguida reativou todos os plugins, ao final da atualização. Show de bola, não? :)

Portanto, se você ainda não utiliza este fantástico plugin, não perca tempo e passe a utilizá-lo. As atualizações do WordPress “nunca mais serão como antes”. :)

Informações adicionais

Link para download direto da versão 1.1:

http://techie-buzz.com/download-manager.php?id=2

Compare preços de: papel, CDs diversos, DVD box smallville, DVD box lost, home theater, Sony PSP, notebook, computadores

WordPress 2.5 – Open2Tech atualizado

Wordpress dashboardFinalmente tomei coragem e atualizei a versão do WordPress aqui do Open2Tech para a 2.5, lançada oficialmente em 29/03/2008. :) Após o término do upgrade, além de ter ficado mais aliviado, vi que o processo não era nada complicado, e muitos dos meus temores não se tornaram realidade. :)

Na verdade, eu não tinha medo do procedimento em si. Meu maior medo era em relação a possíveis incompatibilidades entre o tema e os 15 plugins (mais ou menos) que tenho instalados, principalmente porque muitos deles não constam na lista de plugins e temas compatíveis com a nova versão do WordPress.

É claro que um simples backup do banco de dados e das pastas e arquivos do blog resolveria qualquer hipotético problema, e “voltar” para a versão anterior seria simples. Mas eu estava louco pra ver a nova versão em funcionamento, e também gosto de manter todos os scripts em meus sites atualizados. Portanto, resolvi colocar a “mão na massa” e partir logo para a atualização propriamente dita. :)

Após uma instalação “local” bem sucedida, parti para o blog, tomando, antes, todos os cuidados necessários (backup do banco de dados e dos arquivos e pastas). Li algumas dicas bem interessantes, também, no blog “The Back-up Brain Weblog”, as quais me ajudaram a, além de optar pela atualização através de plugin, ao invés de atualização manual, a também optar pelo excelente plugin “WordPress Automatic Upgrade“.

Logo após os backups, porém, uma das primeiras coisas que fiz foi verificar a página de gerenciamento de plugins, na área de administração do WordPress, onde vi que já eram exibidas mensagens avisando da disponibilidade de novas versões para alguns dos plugins. Não perdi tempo e atualizei todos os que exibiam tais mensagens. :)

Sobre o WordPress Automatic Upgrade (ou WPAU)

Confesso que este plugin me surpreendeu. A instalação do mesmo segue o padrão de qualquer outro plugin, e após sua ativação, na própria tela de gerenciamento de plugins, no WordPress, ele exibe o link para iniciar o processo de atualização.

A partir daí, ele guia o usuário de maneira muito didática através dos diversos procedimentos necessários para o upgrade, inclusive efetuando backups da base de dados e dos arquivos do blog, disponibilizando em seguida os links para download dos mesmos.

O WPAU inclusive desativa todos os plugins ativos antes de iniciar a atualização, reativando-os logo após o término do processo. Abaixo você pode conferir exatamente a seqüência de procedimentos que o WPAU executa, segundo o próprio site do desenvolvedor:

  1. Backs up the files and makes available a link to download it.
  2. Backs up the database and makes available a link to download it.
  3. Downloads the latest files from http://wordpress.org/latest.zip and unzips it.
  4. Puts the site in maintenance mode.
  5. De-activates all active plugins and remembers it.
  6. Upgrades wordpress files.
  7. Gives you a link that will open in a new window to upgrade installation.
  8. Re-activates the plugins.

Ou, traduzindo:

  1. Executa um backup dos arquivos e disponibiliza um link para o download dos mesmos.
  2. Executa um backup da base de dados e disponibiliza um link para o download da mesma.
  3. Efetua o download dos arquivos mais recentes do endereço http://wordpress.org/latest.zip e descompacta os mesmos.
  4. Coloca o site em modo de manutenção.
  5. Desativa todos os plugins ativos e guarda esta informação, para reativá-los quando terminar o procedimento de atualização.
  6. Atualiza os arquivos do WordPress.
  7. Fornece um link que abrirá uma nova janela para a execução das atualizações necessárias na base de dados.
  8. Reativa os plugins.

Como se pode ver, com o WPAU a atualização do WordPress é “moleza”. :)

Primeiras impressões sobre o WordPress 2.5

Confesso que em um primeiro momento, ao ver pela primeira vez o novo visual da a área de administração do WordPress 2.5, fiquei meio que “assustado”. O visual me pareceu meio “clean” demais, mas isso já era esperado. Mas, em contrapartida, quanto mais navego pela mesma, mais estou gostando. :)

Uma das áreas que mais me chamou a atenção é a nova “Dashboard“, onde existe agora uma série de widgets, os quais contêm informações bem interessantes, como por exemplo novos plugins disponíveis, e também um widget chamado “Incoming Links“, o qual utiliza o Google Blog Search para listar blogs que estejam “linkando” o seu blog.

Esta foi realmente uma grande atualização, que estava sendo aguardada com grande ansiedade pela maioria dos usuários do WordPress. Se você ainda não atualizou o seu, não perca tempo: corra em busca de maiores informações, verifique possíveis incompatibilidades com seus plugins e utilize o plugin “WordPress Automatic Upgrade” para realizar o upgrade: você não vai se arrepender. :)

Confira abaixo um vídeo com mais ou menos 4 minutos, demonstrando a nova área de administração do WordPress:

Informações adicionais

Notícia a respeito do lançamento da versão 2.5:

http://wordpress.org/development/2008/03/wordpress-25-brecker

Link para download da versão 2.5:

http://wordpress.org/latest.zip

Plugin WordPress Automatic Upgrade (WPAU ):

Maiores informações sobre o plugin WordPress Automatic Upgrade

Download do plugin WordPress Automatic Upgrade

Compare preços de: DVDs, condicionador de ar, conversor digital, gravador de CD/DVD, cartão de memória, mouse sem fio, estabilizador, telefonia voip

Dois plugins que não podem faltar no seu WordPress

Wordpress Logo

Confesso que me tornei um “plugin-maníaco” desde que comecei a utilizar o WordPress. São tantos plugins e tantas funcionalidades interessantes e úteis que podem ser adicionadas através dos mesmos, que a lista de plugins instalados em seu blog pode ficar bem grande em pouco tempo, caso você “pegue gosto pela coisa”. :)

Nos últimos dias tomei conhecimento de dois plugins muito interessantes e úteis, e não resisti à tentação de instalar os mesmos. O primeiro foi o “WP Ajax Edit Comments“, do qual tomei conhecimento através do excelente blog “The Back-up Brain Weblog”, do Daniel Santos. O segundo plugin é uma modificação/tradução do “ShareThis”, desenvolvido por Alex King. Trata-se, neste caso, de um trabalho de tradução e adaptação muito bem executado pelo Sampson Moreira, do também excelente blog “inovaVOX”.

Aliás, logo após tomar conhecimento do trabalho do Sampson e fazer algumas pesquisas a respeito, vi o plugin em funcionamento no blog “Chá de Hortelã“, da Liliana, a qual me confirmou que o “ShareThis” em utilização em seu blog era o disponibilizado pelo inovaVOX. Pois bem, o Sampson traduziu e modificou o plugin, de forma tal que agora ele está totalmente em português e conta também com diversas redes brasileiras, como por exemplo Rec6, diHitt, Ueba, Linkk, etc, além de algumas outras.

Portanto, agora, além de você poder recomendar/inserir qualquer artigo aqui do Open2Tech na sua rede social preferida, você também pode enviar/recomendar o mesmo por e-mail, funcionalidade esta também inclusa no ShareThis. Além disso, com o plugin WP Ajax Edit Comments, você tem 15 (quinze) minutos para editar seus comentários, bem como seu nome e a url do seu site. Já que interação é um ponto muito importante quando se fala em blogs, estes dois plugins são indispensáveis, não? Abaixo vou falar um pouco a respeito de cada um deles, assim, além de conhecê-los, você ficará sabendo “onde” e “como” utilizá-los aqui no Open2Tech.

ShareThis (modificado/traduzido pelo Sampson, do inovaVOX)

Através da modificação/tradução feita pelo Sampson, o ShareThis permite a inserção de conteúdo em diversas redes sociais brasileiras, como já citei acima, além de redes internacionais, como por exemplo o Digg, o Technorati e também o Del.icio.us. Permite, também, o envio do artigo por e-mail. A partir de agora, no final de todos os posts você irá encontrar o seguinte:

ShareThis

Clicando no botão ou no link “Compartilhe“, a seguinte janela é exibida:

ShareThis 2

A partir daí, basta escolher sua rede preferida e recomendar o artigo. :) Ainda na janela acima, existe a aba “Envie por e-mail”. Através dela, você pode enviar o artigo em questão para qualquer e-mail, de maneira super simplificada, bastando preencher o e-mail do destinatário, o seu nome e o seu e-mail, clicando em seguida no botão “Enviar”:

ShareThis 3

Simples e rápido, não? Parabéns ao Alex King pelo desenvolvimento e parabéns também ao Sampson, pela tradução e adaptação do plugin. :)

WP Ajax Edit Comments

Este também é um excelente plugin, que permite a edição dos comentários pelos próprios usuários, além de permitir a edição do nome e da url do site dos mesmos. É claro que existe um limite de tempo para a edição, o qual é definido pelo administrador do blog. No meu caso, deixei configurado para o padrão mesmo, que é de 15 minutos. Ou seja, dentro de até 15 minutos após fazer um comentário, você pode editá-lo sem quaisquer complicações.

Edit comments

O Plugin utiliza AJAX, e para editar seu comentário e/ou seu nome/url do seu site, é bem simples. Basta clicar sobre seu nome ou sobre o comentário (o comentário é “iluminado” quando se passa o mouse sobre ele), efetuar as alterações desejadas e clicar logo após no botão “Save” (salvar). Para cancelar a ação, basta clicar sobre o botão “Cancel” (cancelar).

Editando comentários

Edit comments 2

Editando seu nome e/ou a url do seu site

Edit comments 3

É interessante ressaltar que o plugin exibe um “contador”, como mostrado acima, permitindo que o usuário/visitante saiba quanto tempo ainda resta para editar o comentário. Terminado este tempo, a edição não é mais possível.

Fiz algumas modificações no arquivo “editComments.css”, a fim de deixar as cores do plugin mais de acordo com o tema do blog, e ainda pretendo efetuar algumas alterações e traduzir algumas coisas, dentro dos próximos dias.

Finalizando

Confesso que gostei bastante dos dois plugins, pois creio que os mesmos possibilitam excelentes maneiras de tornar o blog mais “sociável”, digamos assim. O plugin que possibilita a edição dos comentários dá uma maior liberdade aos visitantes que comentam, e é uma funcionalidade muito legal. Por exemplo, é um tanto quanto chato, muitas vezes, quando se comete algum erro ao se escrever um comentário e não se tem a possibilidade de editar o mesmo. Ou, então, muitas vezes, esquecemos de algum detalhe ao escrevermos um comentário, e aí, somente postando um novo comentário conseguimos inserir o que foi esquecido. Este plugin resolve, ou pelo menos diminui um pouco, a ocorrência destes problemas.

Quanto ao plugin de compartilhamento de conteúdo, o ShareThis, confesso que gostei bastante do mesmo, e acredito que seja útil até mesmo para o próprio blogueiro, facilitando a vida deste quando desejar inserir seu próprio conteúdo em alguma rede social, por exemplo. E com as modificações e tradução feitas pelo Sampson, o plugin ficou simplesmente perfeito.

Portanto, pessoal, “usem e abusem”. :)

Informações adicionais

Link para download do ShareThis modificado e traduzido, no inovaVOX (recomendado):

http://www.inovavox.com/download-manager.php?id=2

Maiores informações sobre o ShareThis modificado e traduzido, no inovaVOX

Link para download do ShareThis original:

http://wordpress.org/extend/plugins/share-this/share-this.2.1.zip

Maiores informações sobre o ShareThis original, no site do Alex King (em inglês)

Link para download do WP Ajax Edit Comments:

http://downloads.wordpress.org/plugin/wp-ajax-edit-comments.1.1.5.0.zip

Maiores informações sobre o WP Ajax Edit Comments (em inglês)

Compare preços de: smartphone, monitor, celular, jogos em cd/dvd, softwares, notebooks Amazon PC, suprimentos para impressão, acessórios para voip